quarta-feira, maio 25, 2016

'Lichita' ou 'Porque El Amor Manda', pode substituir 'Meu Coração é Teu' no SBT


De olho nos ótimos índices garantidos até agora pela novela "Meu Coração é Teu", o SBT pode seguir apostando em tramas de comédia na faixa das 18h15.

Ao que tudo indica, diretores da emissora estão avaliando a possibilidade de exibir "Porque El Amor Manda", protagonizada por Fernando Colunga e Blanca Soto entre 2012 e 2013.

Outra possibilidade é a exibição da novela "Antes Muerta Que Lichita", que foi protagonizada pela ex-integrante do grupo "RBD", Maite Perroni e o ator Arath de la Torre, além de contar também com a participação de outros nomes já conhecidos pelos brasileiros, como Eduardo Santamarina e Chantal Andere, famosos por suas atuações em "Rubí" e "Marimar", respectivamente.
Joel Neto Web Developer

sexta-feira, maio 20, 2016

Namoradinha do Brasil! Anahí domina o Top 5 do 'Itunes Brasil'



Na última quinta-feira, a cantora e atriz mexicana Anahi anunciou a pré-venda de seu novo álbum intitulado "Inesperado", que sairá oficialmente em diversos países no dia 3 de junho.

Como de costume, os fãs de Anahí se mostraram fiéis e presentearam a artista não apenas com o topo de vendas na plataforma de vendas digitais "Itunes", mas fizeram a protagonista de "Dos Hogares" preencher todo o Top 5 com as canções já liberadas.


A recém estreada "Siempre Tú" alcançou o primeiro lugar, seguida da balada romântica "Eres" que Anahí cantou ao lado do cantor mexicano Julión Alvaréz, em terceiro lugar ficou a música "Boom Cha", uma parceria com a funkeira brasileira Zuzuka Poderosa, na quarta colocação foi ocupada  pelo grande single do álbum, a canção "Rumba" em parceria com o rapper Wisin, e fechando o Top 5, a canção "Estan Ahí?".

O novo álbum de Anahí promete, e nós aguardamos ansiosamente por ele, não é mesmo?
Joel Neto Web Developer

sábado, maio 14, 2016

Com apenas 35 capítulos exibidos, ''Abismo de Paixão'' já tem a audiência maior que suas antecessoras


Com apenas 35 capítulos exibidos desde sua estreia nas tardes do SBT em 28 de março, a novela "Abismo de Paixão" já supera a audiência de sua antecessora "Teresa" e demais telenovelas inéditas exibidas na faixa das 16h.

De acordo com dados do Ibope, a novela "Cuidado com o Anjo", primeira novela inédita das 16h exibida em 2013 até o capítulo 35 acumulava uma média de 5,8 pontos de audiência, sua sucessora, a telenovela "Por Ela Sou Eva" e exibida entre dezembro de 2013 e maio do seguinte ano, em 35 capítulos teve uma média parcial de apenas 3,5 pontos.

Para resgatar os índices deixados pela novela protagonizada por Lucero e Jaime Camil, o SBT recorreu à popularidade da ex-RBD Maite Perroni e exibiu "Meu Pecado", de pouco adiantou e a novela estrelada por Maite e Eugenio Siller até o capítulo 35 registrava uma média de apenas 3,8 pontos.

Dispostos a resgatar os índices da faixa, os diretores do canal de Silvio Santos convocaram uma produção mais curta, "Sortilégio", a estratégia deu certo e até o capítulo 35 o melodrama estrelado por Jaqueline Bracamontes e William Levy registrava média de 6,6 pontos, a maior da faixa desde então. 

Manter e até ampliar os excelentes índices deixados por "Sortilégio" parecia uma tarefa quase impossível para o SBT já que a novela vencia com facilidade a Record, no entanto a emissora marcou um gol escalando a novela "Coração Indomável" que ampliou ainda mais os índices parciais para 7,1 pontos.

"Teresa" apresentou uma leve queda e fechou seus 35 primeiros capítulos com 6,8, mas nada que pudesse comprometer os extraordinários números apresentados até então por "Coração Indomável".

De acordo com dados do instituto Ibope, a novela "Abismo de Paixão" até o capítulo 35 já alcança uma média parcial de 8,0 pontos, a maior da faixa desde que foi reestreada, sem dúvidas os bons índices conquistados pela novela até o momento serão cruciais para a escolha da próxima novela da faixa já que o SBT pode continuar apostando suas fichas em outras novelas estreladas por Angelique Boyer.
Joel Neto Web Developer

sexta-feira, maio 13, 2016

''Señora Acero 3, La Coyote'': Telemundo divulga detalhes da nova temporada


4C6PA7V.jpg
Carolina Miranda, a nova protagonista da história (Foto: Divulgação Telemundo)

Na última quinta-feira (12), a Telemundo divulgou oficialmente a nova temporada de "Señora Acero", que agora contará com uma nova protagonista, já que Blanca Soto que viveu a personagem título nas duas temporadas anteriores, saiu da produção. Entre as novidades, está o ator Sergio Goyri que recentemente teve o seu contrato finalizado pela Televisa, confira o anuncio oficial divulgado pela Telemundo.

A primeira e segunda temporada de “Señora Acero” transformaram a super série no programa mais visto em espanhol entre os adultos de 18 a 49 anos e depois deste êxito, a Telemundo anuncia o início das gravações de “Señora Acero 3 – La Coyote”. A produção será protagonizada pelo primeiro ator Sergio Goyri, Carolina Miranda, Luis Ernesto Franco, Adrián Di Monte, Laura Flores, José María Torre e Alejandro Speitzer. A ambiciosa produção também contará com o retorno do elenco das últimas temporadas Litzy, Lincoln Palomeque, Jorge Zarate, Michel Duval, Ana Lucía Domínguez y Alberto Agnesi. A super serie será grabada totalmente no México e ambientada na fronteira de El Paso, Texas e Ciudad Juárez, Chihuahua.
“Señora Acero 3, La Coyote” narra a história dos imigrantes mexicanos e sua luta por conquistar o sonho americano e evitar que sejam pegos pelo departamento de imigração, ou pelos grupos de narcotráfico das fronteiras que os sequestram para utilizá-los como escravos na produção e distribuição de drogas.

UcDh3b5.jpg

O primeiro ator Sergio Goyri chega pela porta grande no mundo das Super Séries da Telemundo interpretando Chuco Casares, um dos chefes mais poderosos do narcotráfico do norte do México, conhecido por proporcionar as melhores armas aos cartéis, terroristas e até o próprio exército mexicano. Na frente de todos, Chuco é um homem encantador, pai de família e um marido exemplar, mas por trás do seu encantador sorriso, se esconde um homem sanguinário, implacável e cruel que fará impossível a vida de Vicenta.

L6sUysZ.jpg

Na sua estreia nas telas da Telemundo, Carolina Miranda dará vida a Vicenta Rigores, uma mulher de beleza selvagem e temperamento forte, que se destaca no mundo dos homens por ser a coiote mais famosa e temida das fronteiras entre México e Estados Unidos. Ela sabe que o único delito dos imigrantes é ter nascido do outro lado de uma linha que divide os países. Por esta razão, está disposta a protegê-los com sua própria vida. Vicenta detesta os narcos, sem saber que está diretamente ligada com uma das famílias de narcotraficantes mais poderosas do México: é filha bastarda de Vicente Acero (Damián Alcázar), pai de Salvador Acero (Michel Duval), único herdeiro, até agora, da dinastia Acero.
evEvVDB.jpg

Luis Ernesto Franco será Daniel Phillips, um honesto e rigoroso oficial de “Homeland Security”. Danel é um homem justo, nobre, que cumpre o seu dever e por isso tem vários confrontos contra a ‘ profissão’ de Vicenta. Cada um defende o seu território e suas ideias sobre a justiça. Ambos estão em lados opostos da fronteira, mas cada um terminará entendendo o ponto de vista do outro.

2ALnRw1.jpg

O primeiro grande amor da vida de Vicenta será Abelardo Casares (Adrián Di Monte), um jovem tímido, leal aos seus valores e princípios, que sempre tem confrontos com seu pai (Chucho Casares), por não concordar com suas maneiras de comandar seu trabalho e as pessoas.

O elenco ainda conta com Adrián Cue, Aurora Gil, Citlalli Anaya, León Peraza, Mauricio Henao, Oscar Priego, Oka Giner, Patricia Navidad, Roberto Wohlmuth, Rodrigo Guirao, Rosario Zúñiga, Susana Lozano, y Shalim Ortiz.

“Señora Acero 3, La Coyote” é uma produção original da Telemundo, produzida pela Argos Televisíon, sob a produção executiva de Mariana Iskandarani y Marcela Mejía.

Ainda não se sabe o que motivou a saída de Blanca Soto da super série, mas sites mexicanos apontam que a moça estava dando ataques de estrelismo nos bastidores, o que acabou levando a sua demissão da produção.
Diomax Martins Web Developer

sexta-feira, maio 06, 2016

IMPRESSÕES: Desvendando o 'Latina' da Thalía


Imagem retirada do encarte do álbum "Latina"
Mais uma vez os holofotes estão direcionados para a cantora mexicana Thalía que está lançando mais um álbum de estúdio, intitulado "Latina", o disco da também atriz soa para muitos como um ato político embora as músicas não tenham nenhuma conotação político-partidária.

Embora pareça mínimo, o disco de Thalía vem para resgatar a representatividade latina em um momento onde a xenofobia nos Estados Unidos (país onde vive atualmente) é crescente, uma vez que parte da população norte-americana mais ligada ao conservadorismo tem declarado abertamente apoio ao empresário Donald Trump (pré-candidato a presidência dos EUA) que tem proferido uma série de ataques e comentários preconceituosos contra imigrantes latinos que lá vivem, mais especificamente contra os mexicanos.

Thalía nunca se declarou abertamente contra o empresário, mas em recentes entrevistas tem pedido e incentivado os imigrantes latinos a comparecerem às urnas nas próximas eleições presidenciais dos Estados Unidos, pois, o voto da comunidade latina será decisivo na escolha do sucessor de Barack Obama que trabalha para eleger Hillary Clinton como a primeira mulher presidente dos Estados Unidos, e agora vamos ao que interessa, o álbum.

Apesar do título fazer jus ao conteúdo do disco, podemos dizer que Thalía pecou um pouco na identidade visual de seu novo projeto discográfico, a capa do disco traz uma cantora apática e quase irreconhecível em uma foto com poucas cores que destoa completamente do material alegre e vibrante que se propôs a trazer.

"Ya basta con los boleros...de vez en cuando quiero una movidita"

Como já havíamos dito anteriormente o disco vem com uma proposta alegre e vibrante de despertar em todos os latinos o sentimento de amor e orgulho por sua cultura, e desta vez Thalía reduz a quantidade de baladas românticas que tanto nos acostumamos a escutar em seus trabalhos nos últimos tempos. Com o "Latina", Thalía nos mostra uma proposta ousada e digna de ser comparada com álbuns clássicos como o "En Éxtasis" (1995), "Amor a la Mexicana" (1997) e "Arrasando" (2000), uma vez que a nova produção da estrela mexicana traz a fusão perfeita de variados ritmos latinos que passam pelo reggaeton, ranchero, salsa, vallenato, bolero.

Thalía abre o disco com o grande hit deste projeto, a canção "Desde Esa Noche" gravada em parceria com o cantor colombiano Maluma, o single traz uma fusão do reggaeton com acordes e trompetes que nos lembram um pouco o gênero regional mexicano (banda/norteña). Sem dúvidas um dos maiores acertos da carreira de Thalía nos últimos anos, a canção tornou-se um sucesso incontestável que já soma quase 70 milhões de visualizações no canal oficial da cantora no VEVO (Clipe, Performance, Lyric Video, Cover Audio).

É com "La Movidita" que Thalía dá sequência ao seu CD, sem dúvidas uma das grandes supresas que a cantora nos proporcionou, com ritmos caribenhos e uma produção impecável que dá ao ouvinte a sensação de estar em uma festa genuinamente latina disfrutando de uma boa música ao vivo, tudo isso devido a nitidez do som dos instrumentos utilizados na canção, esta sem dúvidas é uma das mais fortes candidatas a single, e caso seja promovida a música de trabalho, certamente irá angariar o apoio dos fãs que tem recepcionado de maneira positiva esta canção nas redes sociais.

Ainda passeando por ritmos caribenhos, Thalía visita a Colômbia com a canção "De Ti", uma parceria com o colombiano Silvestre Dangond, um dos principais representantes do gênero vallenato, muito popular naquele país, e é ao som do acordeon e uma letra apaixonante que a cantora faz uma transição para a primeira balada do álbum, a canção "Vuélveme a Querer" que foi eleita por Thalía como o segundo single a ser enviado para as rádios para suceder a exitosa parceria com Maluma, a música certamente foi escolhida para satisfazer também os amantes das belas baladas que Thalía tem lançado ao longo de sua carreira, com uma letra mais bem elaborada o single mostra a voz da intérprete mais crua e uma interpretação repleta de nuances, o que torna certamente a música uma das mais complexas já lançadas pela protagonista de "Rosalinda".

Após a pausa para descansar de tantos ritmos delirantes, Thalía volta a beber na fonte da música urbana com uma leve pegada de reggaeton em "Todavía Te Quiero", uma parceria com o americo-porto-riquenho De La Ghetto, uma parceria surpreendente principalmente para quem está acostumado a ouvir o rapper cantando músicas como "Jala Gatillo" e "Fronteamos Porque Podemos" com uma linguagem mais ousada, desta vez junto com a Thalía, canta uma música mais leve que é um potencial-hit, sem dúvidas é outra forte candidata a single.

Com a canção "Frutas", Thalía faz um verdadeiro culto à alegria e positividade, uma inusitada parceria com a blogueira dominicana Chicky Bom Bom La Pantera que tem conquistado muitos fãs com seus vídeos carregados de positividade e repleto de pérolas que se tornaram bordões, entre suas mais célebres fãs está a cantora Olga Tañon e agora ninguém menos que Thalía que teve a genial ideia de convidar a dominicana para seu disco "Latina" lançando uma poderosa salsa ao clássico estilo Celia Cruz, a canção é uma composição da própria Chicky junto com a Thalía, Sergio George, Cory Rooney, Marcela de La Garza e até o próprio Tommy Mottola, esposo da diva mexicana.

"Frutas" é daquelas músicas que você precisa escutar de manhã para tomar uma injeção de ânimo e saber que a vida tem sabor de frutas, sem dúvidas se tornará um clássico na carreira de Thalía.

"Tiki Tiki Ta (Uno Momento)" originalmente da cantora croata Severina Kojić ganhou sua versão espanhol, a própria Thalía trabalhou na adaptação da canção que manteve sua estrutura pop original mas ganhou um tempero latino especial, outro grande destaque do álbum é a adaptação da grega "Πόσο σε θέλω" ou simplesmente "Poso Se Thelo" do cantor Κυριάκος Κυανός (Kiriakos Kianos) que passou a se chamar "Todo (Poso Se Thelo)" na versão de Thalía, outra surpreendente parceria da mexicana agora com o cantor jamaicano OMI, intérprete do hit "Cheerleader" e o cubano Jacob Forever, ex-integrante do famoso grupo Gente de Zona.

"Todo" chama a atenção por seu ritmo frenético, onde o produtor Sergio George não poupou auto-tune na voz de todos os intérpretes, algo bastante compreensível se tratando de uma música pop que tem tudo para emplacar nas baladas de toda a América Latina, quem sabe até no Brasil apesar da baixa aceitação que músicas em espanhol tem em nosso país.

Do pop frenético de "Todo" ao tropipop em "Te Encontraré", Thalía mais uma vez explora o romantismo de um ponto de vista positivo na letra da canção mantendo a proposta do álbum sem deixar também que a música caia no clichè de um instrumental meloso, ao mesmo tempo que surpreende com a participação de um misterioso rapper, algo até comum em suas produções discográficas.

O álbum se encerra com a apaixonante "Vivir Junto a Ti", uma canção que explora a sutileza da voz de Thalía e que muito lembra leveza das baladas do álbum "Amor a la Mexicana", a canção é composição de Marcela de la Garza, Sergio George e a própria Thalía que ao longo da carreira tem demonstrado ter propriedade não apenas para interpretar baladas, mas também para compor.


Os boleros

Quem acompanha e conhece a carreira da Thalía, sabe que a mesma tem o costume de fazer covers de músicas em seus discos, muitas vezes esses covers são de canções clássicas, o que sem sombra de dúvidas torna o trabalho mais desafiador, pois, nunca é fácil enfrentar comparações, especialmente quando se trata de clássicos. Desta vez, Thalía trouxe direto da década de 1960 as canções "Negra Pena" e "Enemigos", composições de Homero Aguilar  que foram eternizadas pela lendária diva mexicana Sonia López enquanto esteve à frente do grupo Sonora Santanera.

Além dos clássicos de Sonia Lopez, Thalía também regravou uma canção que para ela tem um significado especial, segundo a própria cantora a música "Poquita Fe" fez parte de sua infância, pois estava sempre tocando, sendo este o principal motivo que a fez gravar a canção de Bobby Capó, o avô do cantor Pedro Capó, com quem Thalía cantou o hit "Estoy Enamorada" no álbum "Primera Fila".

Clássicos são clássicos e não há como compará-los com as novas versões, mas uma coisa é certa, com sua interpretação e sob os cuidados do multi premiado produtor Sergio George, Thalía deu vida nova a estes boleros clássicos, sem se valer de pirotecnias musicais, apenas com seu talento e uma equipe de produção extremamente competente, a cantora mexicana muitas vezes desacreditada como intérprete conseguiu marcar vários pontos a seu favor, de maneira que não temos como não recomendar a todos que estão lendo estas modestas impressões que confiram o disco "Latina", não cabe dúvidas que ele entra na historia da carreira de Thalía, e quem sabe até se torna um clássico da música latina em espanhol, mas isso só o tempo será capaz de dizer.

Confira no Spotify 

Joel Neto Web Developer