terça-feira, março 20, 2012

Terremoto de 7,9 graus na escala Richter atinge o México.


(Vídeo, gravação do terremoto na Torre Maior da Cidade do México - DF)

Um terremoto de 7,9 graus na escala Richter atingiu o sul da costa mexicana no Oceano Pacífico, por volta das 12h (horário local) desta terça-feira. O epicentro do tremor foi no estado de Guerrero, a 18 quilômetros de profundidade e a 25 quilômetros da cidade de Ometepec, informou o Instituto de Pesquisa Geológica dos EUA (USGS). Uma réplica de 6,7 graus foi sentida minutos após o primeiro tremor, na Cidade do México. De acordo com a TV americana CNN, um terremoto de 6,2 graus na escala Richter também atingiu Papua, na Indonésia.

Mais cedo, o USGS tinha reportado que o tremor mexicano teria sido de 7,6 graus. Segundo testemunhas, o abalo também sacudiu prédios na Cidade do México, onde muitas pessoas saíram às ruas, e foi sentido na Guatemala. O funcionamento de linhas celulares foi interrompido momentos após o terremoto.

— Nunca tinha sentido um (terremoto) tão forte, achei que o prédio estava caindo — contou Sebástian Herrera, de 42 anos, que trabalha na capital mexicana.

Através de sua conta no Twitter, o presidente do México, Felipe Calderón, afirmou que não havia danos graves registrados. Também pela rede social, o prefeito da Cidade do México, Marcelo Ebrard, disse que não viu danos durante um sobrevoo de helicóptero. De acordo com ele, o sistema de abastecimento de água e outros “serviços estratégicos” não enfrentam problemas. Também não foram registrados incidentes em Oaxaca, perto do local do epicentro do tremor, de acordo com televisões locais. Moradores de Acapulco relataram à agência de notícias Reuters que o impacto não pareceu tão violento.

O Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico disse que o terremoto no continente não deve criar uma tsunami de grande magnitude, mas não descartou a possibilidade de alguns efeitos de tsunamis locais.

Em reação ao sismo, ações de construtoras e de empresas de material de construção subiram, graças à expectativa do mercado de maior demanda para reconstrução de edifícios.

Fonte: O Globo
Joel Neto Web Developer

Nenhum comentário: