quarta-feira, fevereiro 13, 2013

Edith González resgatará os melodramas clássicos em “Vivir a Destiempo”


A atriz Edith González encontrou duas tarefas para fazer: recuperar a narrativa de argumento e visual da Tv Azteca e retornar com a novela “Vivir a Destiempo” os clássicos enredos mexicanos nessa indústria.

“As novelas atuais têm fugido do clássico e de suas raízes e o que será feito é retomar a isso que foi posicionado mundialmente desde o início e ter uma historia de arquétipo, não de estereótipos, onde se falem dos problemas familiares e que sejam problemas da mulher e não sejam exclusivas apenas das senhoras mais velhas, senão sociais.”, disse Edith em entrevista ao jornal “El Universal”.

A qualidade visual da trama se dará por ter diretores importantes por trás das câmeras.

“Estou muito emocionada porque os diretores são muito bons, são pessoas aplicadas no manejo das câmeras e será recuperada essa linguagem visual e humana com a ajuda de Javier Patrón, que esteve à frente da série Capadocia e que conhece a indústria do cinema muito bem.”, opinou a atriz.

Das muitas protagonistas que acompanharam a atriz em sua longa carreira, sua nova personagem “Paula”, tem um matiz muito especial já que vem das mãos do escritor Eric Vonn.

“Mônica (da novela Corazón Salvage) era profunda e sensual, já Salomé (da novela Salomé) é como um brinquedo e em Marrocos iriam gostar de vê-la dançando, Bárbara (da novela Doña Bárbara) era uma mulher divina e Paula (da novela Vivir a Destiempo) é uma pluma criada por uma narrativa cotidiana e íntima que apontam das novelas de antigamente que é escrita por Eric Vonn.”, expressou Edith.

O ator Humberto Zurita será o vilão e o ator Ramiro Fumazoni o galã da historia que será produzida pelas produtoras Fides Velasco e Jacky Castro e que iniciou gravações nessa segunda-feira (11 de fevereiro) e que tem estreia confirmada para 25 de fevereiro as 9:30 da noite na Tv Azteca.
Daniel Web Developer

Nenhum comentário: