terça-feira, abril 12, 2016

Carmen Salinas ironiza doença de Thalía e cantora desabafa no Facebook


Imagem: Thalía e Carmen Salinas
A atriz Carmen Salinas que já trabalhou com a cantora e atriz Thalía nas novelas "Maria Mercedes" (1992) e "Maria do Bairro" (1995) ultimamente vem colecionando desafetos após cometer atitudes polêmicas, o caso mais conhecido se deu quando a intérprete da personagem 'Agripina' resolveu defender a ex-assistente da atriz Gabriela Spanic, acusada de tentar envenenar a família da protagonista de "A Usurpadora". Desta vez a briga comprada foi com a própria Thalía, que sofre de uma doença chamada 'Lyme', que é causada pela picada de carrapatos e que em casos extremos pode levar suas vítimas à morte.


Tudo se deu quando durante uma entrevista Salinas ao ser questionada sobre a doença de sua ex-colega de trabalho, disse que Thalía deveria lavar seus cachorros para que não tivessem carrapatos, então um dos repórteres lhe explicou que a intérprete de "Desde Esa Noche" foi contaminada por um carrapato de um veado e Salinas então perguntou se a Thalía tinha veados em sua casa e mandou que ela dedetizasse seus jardins.


A brincadeira pegou mal e Thalía então decepcionada com a atitude de sua ex-colega de trabalho desabafou em sua conta pessoal no Facebook.

Confira:



“Que tristeza infinita me dá saber que ainda existem pessoas que levam em tom de brincadeira e riem de uma doença tão catastrófica como a Lyme.


Ao escutar este tipo de comentários tão precipitados, me vem a mente as milhares de pessoas que perderam a batalha contra esta enfermidade. Também me vem à mente as milhares de mães desesperadas que tem seus pequenos filhos prostrados em uma cama sem poder se mexer, cheios de dores e sintomas, os quais na maioria dos casos não são diagnosticados a tempo, deixando os pacientes de cadeira de rodas e em outras ocasiões com a perda da fala e da memória.


Além do mais, penso em nossos irmãos hispânicos que trabalham como jardineiros cortando a grama em zonas cheias de carrapatos infectados com a bactéria da Lyme e outras infecções, deixando-os praticamente incapacitados para seguir uma vida normal se forem mordidos por esses carrapatos infectados.


Penso também em tantas pessoas desesperadas que todos os dias me escrevem pedindo-me algum conselho, que lhes dê um raio de esperança para encontrar uma cura.


Esta doença de Lyme e outros transtornos provenientes da mordida de um carrapato no campo, não entende de classes sociais, de fronteiras, nem de idades.


É uma das doenças infecciosas transmitidas por um organismo, neste caso o carrapato, mais prevalentes no mundo, tendo maior impacto na América do Norte, Europa, países localizados na Ásia e crescendo descontroladamente no México.


Esta doença causa um sofrimento indescritível, incapacitando milhões de pessoas todos os dias.


É de suma importância para as vítimas da Lyme levem isso tudo muito a sério, já que uma vez contraída a doença, se não for atacada de imediato com o tratamento adequado, estará na pessoa, na maioria dos casos dependendo de várias circunstancias, por toda a vida.


Sugiro que se informem bem e busquem livros, documentos ou centros onde possam aprender mais sobre o Lyme antes de falar precipitadamente.


Um livro muito bom para abrir as portas e aprender sobre este tema é “Why Can’t I Get Better?”, escrito pelo meu médico, Dr. Richard I. Horowitz.


Também podem assistir o documentário “Under our Skin”. Estou segura de que poderão encontrar legendado em espanhol e em outros idiomas.


Há vários anos criei um site na internet com informações básicas em espanhol: www.sobrelyme.com


Aprendamos todos juntos sobre o Lyme e suas co-infecções para nos protegernos e proteger os nossos. Nunca se sabe quando estaremos expostos a este terrível mal.”, expressou a intérprete de "Equivocada".
 
Joel Neto Web Developer

Nenhum comentário: