sexta-feira, outubro 09, 2015

#VitrolaTBR! Thalía completa 25 anos em carreira solo, saiba mais sobre a trajetória de sucesso da estrela mexicana!





Hoje nós do TelevisaBR temos um motivo especial para escrever sobre a cantora, atriz, empresária, radialista, apresentadora, escritora, estilista, radialista...ufa! Thalía, afinal ela está completando 25 anos como cantora em carreira solo e 25 anos de carreira solo não se comemora todos os dias, não é mesmo?

(Foto: Thalía durante ensaio de seu primeiro álbum em 1990)
No dia 10 de outubro de 1990 era lançado o seu primeiro álbum homônimo, após um longo período de sucesso em grupos infanto-juvenis como Din Din e Timbiriche, seu primeiro álbum contou com a produção de seu ex-namorado Alfredo Díaz Ordaz e foi lançado sob o selo Fonovisa, com esta produção Thalía deu a largada em uma corrida de muito sucesso e colocou em seu currículo e no topo das paradas hits clássicos como ‘Pienso em Ti’ uma belíssima e aclamada balada da carreira da cantora, além de ‘Un Pacto Entre Los Dos’, canção polêmica escrita pela própria Thalía e com a qual foi acusada de promover o sadomasoquismo devido a sua letra atrevida e erotismo.

No primeiro álbum solo de Thalía destacam-se também músicas como ‘Libertad de Expresión’, ‘El Poder de Tu Amor’, ‘Thali’sman’ e ‘La Tierra de Nunca Jamás’.

No ano seguinte, em 1991, Thalía deu continuidade a sua ascensão musical como solista e lançou o álbum ‘Mundo de Cristal’, também sob o selo Fonovisa e produção de Alfredo Díaz Ordaz, um álbum com letras mais bem elaboradas e instrumentais marcantes, além da poderosa voz mezzo-soprano com alcance de cinco oitavas da agora super estrela mexicana, com este álbum Thalía mostrou um potencial ainda maior interpretando canções como ‘En La Intimidad’, ‘Fuego Cruzado’, ‘Te Necesito’, ‘Me Matas’, ‘Mundo de Cristal’ e ‘En Silencio’.

(Foto:Thalía durante ensaio do álbum LOVE, 1992)
Sempre com altas vendas, Thalía segue em 1992 com seu novo álbum, o último lançado pela Fonovisa, o lendário álbum ‘LOVE’ onde Thalía mostrou seu lado mais romântico, mas também manteve em parte o estilo sensual que marcou seus álbuns anteriores, com este álbum a mexicana apostou em uma sonoridade mais tropical e marcou época no México com canções como ‘A La Orilla del Mar’ e a regravação de ‘Cien Años’ clássico de Pedro Infante gravado na década de 1950, além claro, da antológica música tema da telenovela ‘Maria Mercedes’.

         
Também no álbum ‘LOVE’, Thalía mostrou sua maturidade como compositora e deu a luz a dois de seus maiores clássicos, as canções ‘Sangre’ e ‘Flor de Juventud’ que até hoje são reverenciadas por seus fiéis seguidores, com isso Thalía encerrou seu ciclo na gravadora Fonovisa somando milhares de cópias vendidas em território mexicano e se consagrando como uma das principais vozes de sua geração.

(Foto: Thalía na telenovela 'Marimar', 1994)

Após os sucessos de ‘Maria Mercedes’ (1992) e ‘Marimar’ (1994), Thalía entra na EMI Music e coloca as rédeas de sua carreira sob a chefia de Emilio Estefan, um dos maiores produtores de música latina de todos os tempos, além claro de sua mãe e fiel escudeira Dona Yolanda, lançando seu álbum ‘En Éxtasis’ no ano em que protagoniza a lendária telenovela ‘Maria do Bairro’, o novo álbum marcou a fase de internacionalização de Thalía fazendo-a atingir a cifra de milhões de cópias vendidas e ser escutada em todo o planeta com o hit ‘Piel Morena’, uma das canções mais emblemáticas já produzidas no seguimento de pop latino.



(Foto: Capa do álbum 'En Éxtasis, 1995)
Com o álbum ‘En Éxtasis’, Thalía conseguiu seu primeiro top 10 na principal parada latina dos Estados Unidos, o Hot Latin Songs. A canção ‘Piel Morena’ atingiu a sétima posição no ranking das mais executadas nas rádios, além claro de um disco de ouro inédito no Brasil pela venda de mais de 150 mil cópias em território brasileiro, uma façanha e tanto tendo em vista que Thalía foi a primeira mexicana a conquistar tal feito em terras tupiniquins.

Desta produção musical também se destacam o cover da clássica canção ‘Gracias a Dios’ do lendário cantor mexicano Juan Gabriel, além de ‘Amándote’ cujo videoclipe contou com a participação especial de ninguém menos que Julio Iglesias. Também cabe destacar as baladas que se tornaram o forte da carreira da Thalía, são elas ‘Me Faltas Tú’, ‘Quiero Hacerte el Amor’ e ‘Me Erotizas’, além claro da épica ‘Maria la del Barrio’ que foi o tema de entrada da telenovela.

Em 1996, Thalía também conquistou outra façanha, com o sucesso de suas novelas nas Filipinas, onde a exibição de ‘Marimar’ foi capaz de parar uma guerra civil, a cantora gravou um álbum em tagalog, um dialeto filipino, com este álbum estima-se que a estrela mexicana tenha vendido mais de 1 milhão de cópias somente naquele país, o primeiro single é a faixa título do disco, que se chama ‘Nandito Ako’ (Aqui Estou).

(Foto: Thalía durante o videoclipe de 'Amor a la Mexicana')
Como costuma-se dizer, a melhor maneira para não cair é seguir subindo e foi isso que Thalía fez em 1997 ao lançar o quinto álbum de sua carreira, o aclamado ‘Amor a la Mexicana’ com o qual foi reconhecida na Europa e liderou paradas de sucesso com os hits ‘Mujer Latina’, ‘Por Amor’, ‘Amor a la Mexicana’.

A faixa título do álbum também fez sucesso em toda a América Latina e a exemplo de ‘Piel Morena’ conquistou os latinos radicados nos Estados Unidos atingindo a sexta posição do Hot Latin Songs da Billboard. Estima-se que o álbum ‘Amor a la Mexicana’ tenha vendido mais de 5 milhões de cópias em todo o planeta, naquele ano Thalía também emprestou sua voz para o cinema ao dublar em espanhol a animação ‘Anastasia’, interpretando canções como ‘Viaje Tiempo Atrás’ e ‘Una Vez En Deciembre’.

(Foto: Thalía durante as gravações da abertura de 'Rosalinda' em 1999)
Em 1999, Thalía grava seu primeiro filme nos Estados Unidos, a comédia romântica ‘Mambo Café – Servindo a Máfia’, onde era narrado o sonho dos imigrantes latinos de ganhar a vida nos Estados Unidos, também a novela ‘Rosalinda’ que obteve um grande desempenho comercial e chegando a ser vendida para dezenas de países antes mesmo de sua estreia no México, devido ao sucesso das novelas anteriores estreladas pela diva mexicana.

Com a chegada dos anos 2000 e após mais um trabalho na televisão, a novela ‘Rosalinda’, Thalía se enche de energia e lança seu novo álbum ‘Arrasando’, com este disco a já aclamada ‘Rainha das Telenovelas’ bebe na fonte da música eletrônica sem perder suas raízes e referências latinas, foi com este disco que Thalía alcançou altos níveis de popularidade nos Estados Unidos, seu single ‘Entre el Mar y Una Estrella’ foi a primeira música da cantora a atingir o primeiro lugar do Hot Latin Songs da Billboard. Deste disco também foram retirados os sucessos como ‘Regresa a Mí’, ‘Reencarnación’ e a faixa título da produção que contém uma letra cheia de positividade fazendo referências a figuras históricas e sua importância na historia mundial, exortando o grande público a seguirem grandes exemplos para assim atingirem o sucesso, foi com este álbum que Thalía recebeu seu primeiro prêmio Grammy Latino, devido a excelência em sua sonoridade na categoria ‘Melhor Engenharia Musical’.

Em 2001 novamente a estrela mexicana inova e lança no mercado uma coletânea com seus grandes sucessos, desta vez interpretados em ritmo de banda mexicana, era o disco ‘Thalía Con Banda – Grandes Éxitos’. Além de sucessos consagrados, Thalía trouxe duas canções inéditas de sua autoria ‘La Revancha’ e ‘Cuco Peña’ onde novamente causa polêmica ao ironizar o machismo exacerbado no México.

No ano seguinte quando parecia que Thalía não tinha mais como fazer sucesso, ela se supera e lança seu segundo álbum homônimo, com o qual colheu grandes frutos, já que dois de seus singles atingiram o primeiro lugar na Billboard, foram as canções ‘Tú y Yo’ e ‘No Me Enseñaste’, ela colheu grandes resultados também com o cover do clássico ‘A Quién Le Importa’ que atingiu o Top 10 nas listas de popularidade e se reafirmou como um hino para a comunidade LGBT.

(Foto: Thalía ao lado do rapper Fat Joe divulgando 'I Want You', 2003)
Em 2003, Thalía causa furor e estranheza ao lançar seu primeiro material em inglês, desta vez com uma voz super tunada que pouco lembrava a Thalía que conhecíamos, o furacão latino. Ainda assim a estrela conseguiu alçar um dos maiores vôos de sua carreira com o sucesso da música ‘I Want You’ que chegou a posição #22 da Billboard Hot 100 e sua versão em espanhol, ‘Me Pones Sexy’ chegou ao Top 10 na parada latina igualando-se ao sucesso ‘A Quién Le Importa’, um marco importante na carreira de Thalía foi a boa recepção deste disco no Japão que fez com que a mexicana se tornasse a primeira cantora latina a receber um disco de ouro naquele país.

Deste álbum também podemos destacar as canções ‘Baby I’m In Love’ e ‘Don’t Look Back’ onde Thalía dá mergulho mais profundo na música eletrônica e claramente se inspira no estilo da australiana Kylie Minogue, e finaliza em meio a problemas familiares como o sequestro de suas irmãs Laura Zapata e Ernestina Sodi no México os trabalhos de seu crossover com o inesperado sucesso do single ‘Cerca de Ti’, música que ganhou vida própria nas rádios e subiu feito espuma nas paradas atingindo o primeiro lugar na Billboard Latin Songs, este foi o quarto single da cantora a liderar as paradas latinas dos Estados Unidos.

Ainda entre os anos de 2003 e 2004, mais duas coletâneas da artista foram lançadas por sua gravadora EMI Music, a primeira contava com hits remixados e a segunda foi o aguardado Greatest Hits, uma compilação com seus singles e videoclipes de maior sucesso, ambos tiveram uma grande recepção por parte do público.

(Foto: Thalía em ensaio para o álbum 'El Sexto Sentido', 2005)
Em 2005, Thalía volta para se redimir com o público latino após o espanto que a mesma causou com seu disco em inglês, onde se afastou um pouco de sua cultura latina, foi aí que surgiu o álbum ‘El Sexto Sentido’, um disco moderno com influências pop e que ao mesmo tempo passeava pela cultura latina produzido por Estéfano.

Com este álbum a estrela mexicana atingiu o segundo lugar na Billboard Latina com o single ‘Amar Sin Ser Amada’, um clássico de sua carreira com influências de electro tango e uma letra que exprime a frustração de sofrer uma traição em um relacionamento amoroso, não que fosse o seu caso, mas Thalía fez com que milhares de pessoas em todo o mundo se identificassem com a mensagem da música.

Do álbum também ficaram conhecidas a música ‘Seducción’ com a qual o furacão mexicano fez uma apresentação histórica no Grammy Latino, também as baladas ‘Un Alma Sentenciada’ e ‘Olvídame’  que foram sucessos entre seus fãs.

Em 2006, Thalía decide relançar seu álbum, agora ‘El Sexto Sentido – Re+Loaded’ e lançou o single ‘No, No, No’ ao lado de Romeo Santos, a música mesclava pop e bachata e acabou tornando-se febre em toda a América Latina, novamente Thalía retornava ao Top 5 da Billboard e vencia prêmios importantes da indústria musical hispânica.

Nos anos seguintes, em meados de 2007 e 2008, após um dar a luz a sua primeira filha com o magnata Tommy Motolla, Thalía enfrentou um dos maiores problemas de sua vida, que segundo suas próprias palavras quase a levou a morte, foi a doença Lyme Disease, causada pela mordida de um carrapato, durante um longo período de tempo ingerindo dezenas de remédios diários, felizmente a artista conseguiu controlar a doença e nos brindou com mais um álbum.

Em 2008 era lançado o disco ‘Lunada’, considerado o maior fracasso de sua carreira e o último disco lançado sobre o selo EMI Music. Segundo se fala as relações da cantora com a gravadora andavam estremecidas e após o disco de conceito tropical onde pudemos escutar canções como ‘Ten Paciencia’, ‘Sangre Caliente’, ‘Aventurero’ e ‘Yo No Sé Vivir’, o contrato foi encerrado.

(Foto: Thalía durante a gravação de seu álbum ao vivo em 2009)
Seguindo para 2009, já em sua nova gravadora, a Sony Music, Thalía renasce musicalmente, antes desacreditada pela classe artística, público e crítica que a qualificavam como uma cantora plástica com músicas pop genéricas decide dar um giro de 360°, e lança seu primeiro álbum e dvd gravado ao vivo, onde reafirma seu talento e imenso potencial vocal, sendo capaz de interpretar canções e melodias complexas. Não houve erros e Thalía fez um trabalho que beira a perfeição, com o primeiro single ‘Equivocada’, escrita por Mario Domm (vocalista do grupo Camila), a estrela atinge um novo patamar em sua carreira.


A canção foi um sucesso em toda a América Latina, e fez com que Thalía retornasse ao top 10 da Billboard Latin Songs, no Youtube o vídeo oficial do single já foi visto mais de 100 milhões de vezes, fazendo assim com que Thalía se tornasse a primeira cantora mexicana em carreira solo a conseguir o certificado VEVO.

Ainda no ‘Primera Fila’, Thalía nos brindou com belíssimas interpretações das músicas ‘Qué Será de Ti’ (Como Vai Você?) que tornou-se um clássico na voz do Rei Roberto Carlos, além de uma nova versão do hit ‘Estoy Enamorado’, hit da dupla Donato e Estéfano que no Brasil foi imortalizada por João Paulo e Daniel. Mas engana-se quem pensa que o ‘Primera Fila’ foi um álbum exclusivo para baladas, canções positivas e dançantes como ‘Enséñame a Vivir’, ‘El Próximo Viernes’ e ‘Ya Lo Sabía’ também formaram parte do repertório desta produção que de acordo com a gravadora, vendeu mais de 1 milhão de cópias em todo o mundo, sendo mais da metade delas comercializadas no México.

(Foto: Thalía grávida de seu segundo filho ao lado de sua mãe, 2011)
Em 2011, tudo parecia estar caminhando às mil maravilhas para Thalía, ela ficou grávida de seu segundo filho quando sofreu um dos maiores golpes de sua vida, o repentino falecimento de sua mãe e ex-empresária, Dona Yolanda aos 76 anos de idade. 

Em 2012, para controlar a dor da perda, Thalía lançou mais um álbum, o sucessor do aclamado ‘Primera Fila’, o disco chamado ‘Habítame Siempre’ em homenagem a sua mãe contou com clássicos que Thalía costumava ouvir com sua mãe e irmãs durante a infância e juventude, como as canções ‘Tómame o Déjame’, ‘Bésame Mucho’ e ‘Muñequita Linda’.

O novo álbum da mexicana contou com participações pra lá de especiais, nomes como Michael Bublé, Robbie Williams, Prince Royce, Gilberto Santa Rosa, Leonel García, Jesús Navarro, Samo e seu ex companheiro de Timbiriche, o cantor Erik Rubín, como não poderia ser diferente o disco foi mais um sucesso na carreira de Thalía sendo certificado com discos de ouro e platina, rendeu sucessos como ‘Manías’ que liderou as paradas mexicanas durante várias semanas, e a parceria com Prince Royce que mais uma vez fez Thalía atingir altas posições na Billboard Latin Songs, e cujo videoclipe já se aproxima de 100 milhões de visualizações na internet.

(Foto: Thalía posa orgulhosa com a bandeira do México na Calçada da Fama, 2013)
Em dezembro de 2013, novamente Thalía fez historia e tornou-se a primeira cantora mexicana a receber uma estrela na calçada da fama em Hollywood, conquista dedicada a sua falecida mãe que desde a década de 1990 tentava realizar o sonho de sua filha de ter uma estrela em uma das calçadas mais famsosas do mundo.

Dois anos após seu até então mais recente disco, em 2014, Thalía volta novamente ao estúdio para gravar seu décimo segundo disco em estúdio, intitulado ‘Amore Mío’ um álbum de libertação pessoal de acordo com a cantora, um álbum onde a mesma retornou as suas origens pop e compondo suas próprias músicas como fazia no começo de sua carreira. ‘Amore Mío’ trouxe para os fãs a Thalía que todos sentiam falta, o furacão mexicano que ousava com canções sensuais.

(Foto: Thalía e Becky G apresentando o single 'Como Tú No Hay Dos' nos Premios Lo Nuestro, 2015)
Este disco rendeu canções memoráveis na carreira da também atriz, como o primeiro single ‘Por Lo Que Reste de Vida’, ‘Cómo Tú No Hay Dos’ gravada em dueto com a novata Becky G e a poderosa balada ‘Sólo Parecía Amor’.

O álbum também reuniu Thalía e o Rapper Fat Joe com a canção ‘Tranquila’ parceria que se concretizou após mais de dez anos do sucesso ‘I Want You’.

Atualmente em estúdio, a sempre imprevisível Thalía já nos deixa curiosos por sua próxima produção discográfica que deve sair em meados de 2016.

É por uma carreira como esta, recheada de sucesso e com mais de 40 milhões de cópias vendidas e dezenas de prêmios que Thalía hoje é considerada a mais importante artista pop do México e uma das cantoras mais importantes da América Latina, que rompeu fronteiras levando a cultura hispânica aos quatro cantos do mundo. Só nos resta torcer para que Thalía siga nos brindando com seu imenso talento e criatividade.

Felicidades por seus 25 anos de carreira solo, Thalía!

Para comemorar os 25 anos de carreira solo da Thalía, confira uma playlist que selecionamos com músicas memoráveis da cantora.

Texto: Joel Neto

Diomax Martins Web Developer

Nenhum comentário: